Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2019

OBSESSÃO PELO EMBRANQUECIMENTO MATOU MICHAEL JACKSON

Por Alexandre Figueiredo
Quando Michael Jackson iniciou sua carreira, como o caçula do Jackson Five - banda de soul adolescente formada por ele e seus irmãos (que hoje seguem carreira como The Jacksons, que surgiu como uma evolução do JF nos anos 1970) - , ele surpreendia pela sua desenvoltura como intérprete.
Inspirado em James Brown, Michael tinha um excelente talento vocal e prometia ser um notável artista da música negra estadunidense, e canções como "ABC", "I'll Be There", "I Want You Back" e "The Love You Save" empolgavam o público na virada dos anos 1960 (a partir de 1968) e 1970.
O sucesso era tanto que um divertido seriado de animação de comédia - com direito a som da claque - foi produzido pela Motown em parceria com a Rankin/Bass Productions (antiga Videocraft, conhecida pelo seriado que adaptou O Mágico de Oz nos anos 1960). 
No seriado Jackson Five, produzido entre 1971 e 1972 e exibido no Brasil - eu assisti a ele quando crian…

RUBENS EWALD FILHO MORRE EM SP AOS 74 ANOS

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: O crítico de cinema Rubens Ewald Filho deixa uma lacuna na crítica cinematográfica, pela bagagem e pelas análises que fazia, de maneira acessível, ao grande público. Ele também foi ator e cineasta e certamente isso influiu muito em unir teoria e prática, tendo sido, portanto, um mestre na teoria de cinema no Brasil.

Rubens Ewald Filho morre em SP aos 74 anos

Do Portal G1

O jornalista e crítico de cinema Rubens Ewald Filho morreu nesta quarta-feira (19) em São Paulo aos 74 anos. Considerado um dos maiores especialistas em cinema, Rubens Ewald Filho estava internado estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Samaritano, em Higienópolis, na região Central de São Paulo.

Ewald Filho foi internado no dia 23 de maio após sofrer um desmaio seguido de uma queda de escada rolante. Ele passou por um tratamento cardiológico e das fraturas decorrentes da queda, mas não resistiu.

O velório será realizado na Praça das Artes, na Avenida São João, na região cen…

CHICO BUARQUE CHEGA HOJE AOS 75 ANOS COM COERÊNCIA NA MÚSICA E NA VIDA

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Chico Buarque de Hollanda, um dos remanescentes do cenário emepebista da década de 1960, consegue ser atual e tradicional ao mesmo tempo, além de ser uma das personalidades progressistas que, sobreviventes da ditadura militar, possuem experiência de vida que lhe servem de manual para encarar o autoritarismo festivo do governo Jair Bolsonaro, ao qual se encaixaria muito bem a letra de "Apesar de Você".

Chico Buarque foi um dos que tiveram o benefício de visitar, ao lado do também cantor e compositor Martinho da Vila, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, preso por motivos políticos travestidos de investigação jurídica. É, portanto, um dos nomes mais fiéis do esquerdismo artístico brasileiro, apoiando os políticos progressistas nos seus momentos mais difíceis.

Chico Buarque chega hoje aos 75 anos com coerência na música e na vida

Por Mauro Ferreira - Portal G1

Chico Buarque foi unanimidade jovem, já nos anos 1960, década em que – impulsionado pela p…

O ADEUS AO DIRETOR DE CINEMA ITALIANO FRANCO ZEFFIRELLI

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: A fase clássica do cinema europeu em geral, e do cinema italiano em particular, perdeu mais um cineasta, Franco Zefirelli, o que faz com que, aos poucos, desaparecesse a grandeza dessa fase do cinema do século XX, o que complica as coisas diante da supremacia do cinema comercial que invade até mesmo o dito "cinema alternativo" (cono é o cínico lema do TeleCine Cult, que ao menos deveria se chamar TeleCineOldies).

Fica a lição no que se refere à arte e à técnica cinematográfica que os cursos de cinema devem ensinar a novos aspirantes cinematográficos que, se não vão reconstituir aqueles tempos, pelo menos herdarão a competência e o talento dos grandes mestres.

O adeus ao diretor de cinema italiano Franco Zeffirelli

Por Gregorio Belinchón - El País

Com a morte de Franco Zeffirelli, cujo nome real era Gianfranco Corsi, no sábado aos 96 anos em sua casa em Roma, desaparece uma concepção de cinema muito próxima à operística. Atualmente, muitos diretores tam…

ANDRÉ MIDANI, EXECUTIVO COM ALMA DE ARTISTA, DEIXA LEGADO HISTÓRICO NA INDÚSTRIA DO DISCO

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: André Midani foi um dos mais produtivos e atuantes executivos da indústria fonográfica, tendo sido um dos poucos com visão artística e cultural de música brasileira. Ele, na verdade, foi um dos vários "brasileiros" que nasceram no exterior, tendo nascido na Síria, em 1932, e chegado ao Brasil, depois de tentar os EUA, inicialmente sem saber uma palavra em português.

Eu li o livro Música, Ídolos e Poder - Do Vinil ao Download, escrito por ele, e é muito bom. Ele mostra a sua experiência ao longo de toda a carreira até a época em que escreveu o livro, 2007. Eu o li em 2008.

Midani, para minha geração, está relacionado à fundação e presidência da filial brasileira da Warner Music (então WEA), nos anos 1970 e 1980, cobrindo a época do Rock Brasil, cujos contratados principais eram o Kid Abelha, os Titãs e o Ultraje a Rigor (distante da atual fase reacionária de Roger Moreira).

Em tempos de ultracomercialismo musical, André Midani faz falta por sua visão…

BRENO ALTMAN: CLÓVIS ROSSI FOI UM EXEMPLO E UM MESTRE

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Atuante até os últimos dias, Clóvis Rossi foi um dos representantes do auge do jornalismo brasileiro, entre o fim da ditadura e a década de 1990, que estava bastante atuante. Ele havia sido um dos críticos do governo Jair Bolsonaro e há poucos dias sofreu um infarto, do qual tentou se recuperar. Chegou a escrever um último artigo sobre o assunto. Tinha 76 anos de idade.

Eu cheguei a ler o livro O Que é Jornalismo, da Editora Brasiliense, quando eu era estudante da Universidade Federal da Bahia. Um livro muito bom. É certo que, durante um tempo, ele se afastou da causa progressista, mas não chegava a ser um jornalista rigorosamente conservador, talvez adotando uma postura cética em relação às esquerdas. Ainda assim, era inegável a sua competência, o seu talento e o seu profissionalismo. É mais um grande da nossa imprensa que vai embora.

Clóvis Rossi foi um exemplo e um mestre para a minha geração de jornalistas

Por Breno Altman - Opera Mundi

Morreu, na madrugada …

GERAÇÃO DE 'COROAS GRANFINOS' NÃO NOS TROUXE UM KUBITSCHEK, MAS UM BOLSONARO

Por Alexandre Figueiredo

Pode ser que alguns dias passaram depois que Roberto Justus fez um comentário grotesco contra a ex-presidenta Dilma Rousseff, dizendo que nem como empregada a contrataria. Mas não creio que seja café requentado, afinal o governo que Justus, empresário de Publicidade, apoia, o de Jair Bolsonaro, continua decadente, o que desqualifica o legado da geração de Justus e outros "coroas granfinos" que tentaram esbanjar alguma erudição nas colunas sociais.

Era uma geração born in the 50s ("nascidos nos anos 1950), entre 1951 e 1955, de homens que exercem até hoje profissões empresariais, executivas e liberais. Os empresários Roberto Justus e Eduardo Menga, os médicos Almir Ghiaroni e Malcolm Montgomery e o economista Walter Mundell foram os nomes principais que, na década de 2000, se projetaram como os sugar daddies da alta sociedade.

Todos eles se projetaram com profissões de sucesso e mulheres bonitas, que variavam de 10 a 25 anos mais jovens que seus…

SERGUEI: CANTOR MORRE AOS 85 ANOS APÓS UM MÊS INTERNADO

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: O cantor e compositor carioca Sérgio Augusto Bustamante, o Serguei, era considerado um "titio" para os padrões da Contracultura de 1967-1968, pois já era um trintão quando usufruiu da psicodelia e do hippismo, tendo tido um breve romance com a cantora Janis Joplin e conivendo na cena roqueira da Califórnia, por um período.

Em todo caso, Serguei viveu intensamente aqueles tempos e tornou-se, durante anos, uma testemunha ocular daquela época louca em que a juventude buscava novos ares intelectuais, emocionais ou mesmo alucinógenos, sob a utopia da "ampliação da mente".

O cantor faleceu hoje, aos 85 anos, idade até bastante elevada para os padrões de sua geração. As causas do óbito não foram divulgadas, mas ele sofreu desidratação, infecção urinária, desnutrição e era portador do mal de Alzheimer. Nos últimos meses, ele apoiava causas progressistas e manifestou solidariedade à campanha Lula Livre e à candidatura de Fernando Haddad à Presidênc…

ESTÁ MORTO ROKY ERICKSON - MÚSICO PSICODÉLICO MORRE AOS 71 ANOS

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Considerado, juntamente com Syd Barrett e Jerry Garcia, um dos maiores músicos-gurus psicodélicos da década de 1960, cultuados por gerações de fãs de psicodelia e rock alternativo em todo o mundo, o cantor, guitarrista e compositor Roky Erickson morreu ontem, aos 71 anos, tendo sido um dos mais cultuados artistas da Contracultura do período 1966-1969.

Roky era famoso pela banda psicodélica 13th Floor Elevators e pela música "You Gonna Miss Me". Ele era texano de Austin, e começou carreira na banda local The Spades. Inicialmente os 13th Floor Elevators chamaram Janis Joplin para integrar a banda, mas ela não aceitou, ao se mudar para San Francisco a convite de outro músico.

Roky sofria problemas mentais devido ao uso constante de alucinógenos. Apesar disso, ele seguiu carreira até recentemente, embora tivesse tido um longo hiato. Sua fase recente se deu por estímulo aos novos fãs, que o descobriram a partir do revival do rock alternativo no fim dos a…