Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2019

MORREU O ATOR, DIRETOR E DRAMATURGO DOMINGOS DE OLIVEIRA

Por Alexandre Figueiredo

O ator, dramaturgo e diretor Domingos de Oliveira faleceu aos 82 anos, ao sentir queda de pressão e parada respiratória, enquanto escrevia um texto. Ele também sofria do mal de Parkinson e tinha muitas dificuldades para andar, embora se mantivesse ativo até o fim.

Sendo um dos nomes da vanguarda do teatro e do cinema nos anos 1960, Domingos era famoso por dirigir e atuar no filme Todas as Mulheres do Mundo, de 1967, estrelado por Paulo José e pela namorada Leila Diniz (1945-1972), com a qual começou a namorar e depois a lançou como atriz através da peça de teatro Somos Todos do Jardim de Infância.

Ele era formado engenheiro pela Escola Nacional de Engenharia, mas nunca trabalhou na área. Começou como assistente do cineasta Joaquim Pedro de Andrade, em filmes como Couro de Gato (1962). Sua opção pela atuação se deu quando teve uma aula com um diretor da Actor's Studio, famosa escola de atuação dos EUA. Também foi redator na revista Manchete, nessa época.

F…

GUITARRA INSTRUMENTAL PERDE DICK DALE, AOS 81 ANOS

Por Alexandre Figueiredo

O roqueiro médio, ao ouvir "Misirlou", da banda Dick Dale & His Del-Tones, da trilha sonora do filme Pulp Fiction, de Quentin Tarantino, imagina que a canção é do tempo do filme ou, ao menos, um pouquinho mais antiga. Não imagina que a canção é do distante ano de 1962, quase do tempo dos seus avós.

A canção é um dos poucos sucessos do chamado gênero Instrumental Guitar ou Guitar Instrumental, traduzido como Guitarra Instrumental, tendência do rock que tornou-se moda entre 1958 e 1963 no mundo inteiro, famosa por servir de trilhas sonoras de competições de surfe, daí muitas vezes o estilo ser conhecido como surf music. Era conhecido como o rock alternativo e o rock de garagem da época.

Um de seus ícones principais ícones, o músico estadunidense Dick Dale, faleceu ontem aos 81 anos de idade. Ele faria 82 anos no próximo dia 04 de maio. Ele nasceu em 1937 em Boston, Massachusetts e, por incrível que pareça, o primeiro instrumento que ele aprendeu n…

ATRIZES MÁRCIA REAL E MARIA ISABEL DE LIZANDRA MORREM EM SP

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: As atrizes veteranas Maria Isabel de Lizandra - que deixou a televisão em 1998 - e Márcia Real, morreram em dias diferentes, mas na mesma cidade de São Paulo, tendo sido duas grandes estrelas televisivas presentes em várias novelas marcantes.

Atriz Maria Isabel de Lizandra morre em São Paulo aos 72 anos

Do Portal G1

A atriz Maria Isabel de Lizandra morreu na noite de desta quinta-feira (14), no Hospital das Clínicas de São Paulo, segundo informou a família. Ela é umas das primeiras atrizes da TV brasileira, conhecida por vários trabalhos na televisão, como o fenômeno Vale Tudo, um dos maiores sucessos da história da Globo.

Em Vale Tudo, Maria Isabel interpretou Marisa, amiga da personagem Raquel, vivida por Regina Duarte.

A atriz tinha 72 anos e deu entrada no Hospital das Clínicas com quadro de pneumonia.


O corpo está sendo velado no Cemitério do Araçá e o enterro será às 17h no Cemitério da Consolação.

Maria Isabel Reclusa Antunes Maciel, que adotou o nome artísti…

O BRASIL NÃO QUER SABER DE GLAUBER ROCHA, QUE FARIA 80 ANOS

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Morto prematuramente aos 42 anos, em 1981, Glauber Rocha foi o mais audacioso cineasta brasileiro, além de ter sido um intelectual inquieto e bastante polêmico, que certamente inquietaria o país se continuasse vivo até hoje.

Talvez ele se tornasse uma "pedra", ou melhor, uma "rocha" nos sapatos dos golpistas de 2016, que não teriam sossego diante da veia crítica do baiano de Vitória da Conquista. Glauber teria incomodado muito aqueles que se contentam com o cenário de mediocridade que atualmente domina a cultura brasileira.

Glauber, que também era ator, se tornou conhecido pela trilogia Barravento (1961), Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964) e Terra Em Transe (1967), mas também foi repórter do Jornal da Bahia, no final da década de 1950 e também foi letrista nas músicas do filme de 1964, compostas por Sérgio Ricardo. Nos últimos anos, Glauber, que também foi ensaísta, foi apresentador de televisão, tendo estado à frente do programa Abertu…

DEMÉTRIUS, PIONEIRO DO ROCK BRASILEIRO, DEIXA OBRA DOMINADA POR VERSÕES DE MÚSICAS ESTRANGEIRAS

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: O cantor Demétrius, um dos ídolos juvenis da pré-Jovem Guarda, faleceu ontem a 17 dias de completar 77 anos de idade. Trabalhava como dono de imobiliária, entre outros negócios, mas nos últimos anos eventualmente aparecia nos palcos e programas de televisão para relembrar seus sucessos.

Ele gravou, no começo de carreira, a música "Rock do Saci", em 1961, cuja letra polêmica seria considerada politicamente incorreta, por fazer menção ao tabagismo. Mesmo assim, Demétrius nunca foi um artista envolvido em escândalos e sempre foi um ídolo jovem de conduta mais comportada, mas de significativo talento para o rock brasileiro.

Seu maior sucesso, "Ritmo da Chuva", gravado em 1964, é versão do maior sucesso do grupo vocal-instrumental estadunidense The Cascades, "Rhythm of the Rain", gravada dois anos antes. O próprio Demétrius escreveu a letra em português para a canção de John Gummoe, vocalista dos Cascades.

Numa triste ironia, estava c…