Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2018

WALDIR PIRES MORRE AOS 91 ANOS EM SALVADOR

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Mais um dos personagens em evidência na virada dos anos 1950-1960 - depois de Agildo Ribeiro, Alberto Dines e Maria Ester Bueno - nos deixa. O político baiano Waldir Pires, ultimamente filiado ao Partido dos Trabalhadores, tendo sido, em 2006 e 2007, ministro da Defesa do governo Lula, faleceu aos 91 anos devido a grave pneumonia.

Ele foi více-líder do governo Juscelino Kubitschek na Câmara dos Deputados, foi Coordenador dos Cursos Jurídicos na Universidade de Brasília (1963) e foi Consultor-Geral da República do governo João Goulart no final de seu governo, e partiu para o exílio depois de ter o mandato de deputado federal cassado pelo regime militar instalado em 1964.

Era uma das figuras progressistas do cenário político baiano, e em sua carreira, passou por vários partidos políticos: o antigo PSD de Juscelino, Ulysses Guimarães, Tancredo Neves e Ernâni do Amaral Peixoto, o MDB, o PMDB e, finalmente, o PT.

Waldir Pires morre aos 91 anos em Salvador

Do Jornal …

PARCERIA QUE ORIGINOU A EDITORA ABRIL É DESFEITA APÓS 68 ANOS

EM JULHO DE 2015, A EDITORA ABRIL HOMENAGEOU A CAPA DA PRIMEIRA REVISTA DO PATO DONALD, LANÇADA 65 ANOS ANTES.

Por Alexandre Figueiredo

A Editora Abril, segundo rumores, está em decadência. A empresa, que demitiu milhares de funcionários, cancelou publicações e franquias - como a Playboy e a rede de TV por assinatura MTV, devolvida à Viacom (que criou outra MTV, do "zero", no Brasil, subordinada à matriz) - e vendeu subsidiárias educativas, anunciou seu corte pela raiz, cancelando a parceria com a Disney que deu origem à editora.

Segundo informações divulgadas pela Folha de São Paulo, a Abril, que admite viver um processo de reestruturação, se livrou até de seu edifício sede e extinguiu editorias, deixará de publicar as revistas da Disney este mês. A Abril cancelou até mesmo algumas edições comemorativas da Disney, que seriam lançadas este mês.

A "sangria pela raiz" se deve ao fato de que a Editora Abril se originou com a publicação do primeiro número da revista do…

MAIOR TENISTA DA HISTÓRIA DO BRASIL, MARIA ESTHER BUENO MORRE AOS 78 ANOS

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Contemporânea de esportistas como Pelé e Eder Jofre, a tenista paulistana Maria Esther Bueno foi um dos símbolos de uma época ímpar no Brasil, em que, diferente do colapso político e social de hoje, viveu um período de muitas conquistas e um potencial de grandeza que era incipiente, mas promissor o suficiente para alegrar os brasileiros de cerca de 60 anos atrás.

Uma das mais destacadas esportistas femininas do Brasil, Maria Esther se destacou num esporte pouco popular no Brasil, o tênis, e sua vitória em vários torneios, principalmente no começo da década de 1960, era ao lado da Bossa Nova, da arquitetura de Brasília, do Cinema Novo, do teatro engajado e do movimento estudantil (que lançava os Centros Populares de Cultura da UNE), símbolos de uma modernidade que, por breves anos, parecia ser eterna.

Maior tenista da história do Brasil, Maria Esther Bueno morre aos 78 anos

Do Globo Esporte

Ao longo de sua premiada carreira, Maria Esther Andion Bueno ficou conhec…

JORNALISTA AUDÁLIO DANTAS MORRE EM SÃO PAULO

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Audálio Dantas foi um dos grandes profissionais do jornalismo, tendo lutado pelos direitos da categoria e também tendo se mobilizado em prol dos direitos humanos, até seus últimos anos.

Ele tornou-se mais famoso por ter conhecido a catadora de papéis Carolina Maria de Jesus, favelada que mantinha cadernos de anotações, nos quais ela escrevia poemas e também relatava seu cotidiano. Pegando um dos cadernos, em 1959, Audálio se ofereceu a datilografar os manuscritos do primeiro livro de Carolina, Quarto de Despejo, apenas fazendo correções gramaticais mas sempre mantendo o texto original, que é um dos testemunhos mais importantes da vida das favelas.

Audálio também foi um dos jornalistas que, à frente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, primeiro denunciaram o assassinato, nos porões do DOI-CODI, do colega Vladimir Herzog, ex-chefe de Jornalismo da TV Cultura de São Paulo. Herzog foi preso e torturado porque se recusou a fazer propaganda de um ato do gover…

GREVE DOS CAMINHONEIROS DÁ SINAL DE ALERTA PARA O BRASIL

Por Alexandre Figueiredo

O momento frágil em que vive o Brasil de 2016 para cá, causado por uma série de incidentes e episódios, vários deles bastante confusos, é, na verdade, uma repetição de perspectivas, embora com diferenças de contextos, que, sombrias, podem sugerir o risco de um novo golpe militar.

Oficialmente, o Governo Federal e as Forças Armadas desmentem a possibilidade de um novo golpe militar. O dia 29 de maio de 2018 foi uma data em que se discutiu muito os apelos de uma parte ultraconservadora da sociedade que pede "intervenção militar", embora haja também grupos minoritários que pedem não um golpe militar, mas uma intervenção provisória, feita nos limites da Constituição.

Só para entender a diferença entre golpe militar e intervenção militar, lembremos do "contragolpe" do general Henrique Teixeira Lott, em 11 de novembro de 1955. Com Juscelino Kubitschek eleito e tendo João Goulart como vice - também eleito em separado, como previa a Constituição d…

ALBERTO DINES, UM BATALHADOR DO JORNALISMO

Por Alexandre Figueiredo

Antigamente, o jornalismo brasileiro era uma grande aventura, no melhor sentido do termo. Numa época em que ainda não havia faculdades de Comunicação, ainda mais focalizadas no jornalismo, profissionais da imprensa tinham que fazer seu trabalho com intuição e competência.

Eles cobriam os fatos, interpretavam e analisavam a realidade, faziam perguntas a personalidades, pesquisavam escritos para reforçar informações ou para citar fatos e curiosidades dos mais diversos. Sem se preocupar com ideologia, mas procurando exercer uma postura a mais humanista possível, o jornalista da imprensa brasileira tornou-se uma figura mítica, que as gerações do passado exerceram com brilhantismo e com uma vida intensa nas redações.

Entre esses inúmeros profissionais que exerceram seu trabalho honesto, buscando a notícia e a informação de forma interessante, instigante, com um trabalho cheio de emoções, tensões mas também de situações engraçadas e muitos impasses contornados com …

ELOÍSA MAFALDA MORRE AOS 93 ANOS

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Tendo começado a atuar em radionovelas e tendo sido contratada pela Rede Globo, reaproveitando o fato dela ter sido atriz da antiga TV Paulista, a paulista Eloísa Mafalda, nascida Mafalda Theotto (ela acrescentou o nome Eloísa, antecedendo seu prenome de batismo, porque soava bonito), foi marcada por inúmeros papéis marcantes em inúmeras novelas da emissora.

Ela se destacou como a Dona Nenê da primeira versão do seriado A Grande Família, produzido entre 1972 e 1975, e, na década de 1980, como Dona Pombinha, personagem da novela Roque Santeiro (1984-1985). Seu último trabalho foi a novela O Beijo do Vampiro, de 2002. Nos últimos anos, ela se aposentou por sofrer de doenças respiratórias e foi viver em Petrópolis, onde morreu.

Eloísa Mafalda morre aos 93 anos

Do portal G1

A atriz Eloísa Mafalda morreu, na noite desta quarta-feira (16), aos 93 anos em Petrópolis, no Rio de Janeiro. Ela lutava contra problemas respiratórios há alguns anos. O corpo vai ser velado em …

TOM WOLFE, ESCRITOR E JORNALISTA, MORRE AOS 88 ANOS

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Tom Wolfe pode não ter sido, rigorosamente, o primeiro repórter a escrever textos com linguagem literária, até porque isso vem desde quando há escrita na História da Humanidade.

Mas, no jornalismo contemporâneo, foi ele que consagrou a linguagem literária dentro da técnica jornalista, arejando os textos jornalísticos com mais criatividade e com uma narrativa que permitia até mesmo usar relatos típicos dos diários íntimos. Wolfe foi romancista, mas sua técnica literária fez várias de suas obras jornalísticas se tornarem trabalhos fundamentais na história do jornalismo mundial.

Tom Wolfe, escritor e jornalista, morre aos 88 anos

Do Portal G1

O escritor americano Tom Wolfe, um dos maiores e mais inovadores nomes do jornalismo do século 20, morreu nesta segunda-feira (14) aos 88 anos.

Autor do livro-reportagem "The right stuff" (que rendeu o premiado filme "Os eleitos") e do romance "A fogueira das vaidades" (também adaptado para o cinem…

ATRIZ DE 'SUPERMAN', MARGOT KIDDER MORRE AOS 69 ANOS

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Musa do final dos anos 1970 e ultimamente esquecida do grande público, a atriz Margot Kidder faleceu alguns meses antes de completar 70 anos. Ela foi estrela, ao lado do também falecido Christopher Reeve, do filme Superman, longa-metragem que completa 40 anos de existência este ano. Margot era também ativista política.

Atriz de “Superman”, Margot Kidder, morre aos 69 anos

Do portal Gente IG

Morreu neste domingo (13) a atriz Margot Kidder consagrada por interpretar o papel de Lois Lane nos filmes originais do  “Superman” . Segundo a funerária Franzen-Davis Funeral Home infromou ao site TMZ , umapessoa não identificada ligou para polícia afirmando que a atriz estava inconsciente. Quando as autoridades chegaram em sua casa, em Livingston, Montana, ela já estavamorta. A causa da morte ainda não é conhecida. 

Nascida em 17 de outubro de 1948 no Canadá, Margot Kidder começou sua carreira atuando em filmes de baixo orçamento e programas de TV. No entanto, foi em sua par…

CINEASTA ROBERTO FARIAS MORRE NO RIO

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Embora não tenha sido um cineasta ligado ao Cinema Novo, movimento de vanguarda cinematográfica brasileiro, Roberto Farias foi um notável realizador de filmes e também de produções de televisão, tendo sido também patriarca de uma grande família de atores e diretores brasileiros, com um clã que inclui o irmão Reginaldo Faria, o sobrinho Marcelo Faria e os diretores de televisão Mauro Farias, Maurício Farias e Lui Farias.

Roberto Farias, que encerrou a vida como consultor da Rede Globo, está associado também à experiência do cantor Roberto Carlos como ator de cinema. Era sogro da cantora Paula Toller e das atrizes Andrea Beltrão e Heloísa Perissé. O marido de Andrea, Maurício Farias, atualmente está envolvido como diretor e co-roteirista dos humorísticos Zorra e Tá No Ar - A TV na TV.

Cineasta Roberto Farias morre no Rio

Do Portal G1

O cineasta, produtor e distribuidor Roberto Farias morreu nesta segunda-feira (14), aos 86 anos, no Rio de Janeiro. De acordo com a …

HUMORISMO BRASILEIRO PERDE AGILDO RIBEIRO, AOS 86 ANOS

AGILDO RIBEIRO EM TOCAIA NO ASFALTO, DE 1962 - MARCADO PELO HUMOR, AGILDO TAMBÉM ERA EXCELENTE ATOR DRAMÁTICO.

Por Alexandre Figueiredo

O falecimento do ator e humorista Agildo Ribeiro faz com que uma grande geração de comediantes se fosse, praticamente encerrando um ciclo marcado pela criatividade e pelas piadas engraçadas. Foi uma geração que até investiu em bordões, mas ia muito além desses "refrões" humorísticos, em esquetes marcadas por ironias e tiradas muito engraçadas.

Como lembrou o colunista Tony Goes, da Folha de São Paulo, a morte de Agildo encolhe ainda mais o elenco de humoristas remanescentes de uma geração criadora, vinda do rádio e do teatro de revista, mas que teve um vigor próprio que fez muito sucesso na televisão.

É triste pensar que os humoristas que há mais de 50 anos estavam em muita evidência, como Chico Anysio, José Vasconcelos, Renato Corte Leal e Paulo Silvino, estão falecidos, com Agildo se somando a eles. Até pouco tempo atrás, ainda tínhamos Pa…

MORRE NELSON PEREIRA DOS SANTOS, UM DOS PRECURSORES DO CINEMA NOVO

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Precursor do Cinema Novo, Nelson Pereira dos Santos foi um dos grandes nomes do cinema brasileiro, ligado tanto ao documentário quanto à ficção. Foi um dos primeiros diretores brasileiros a pensar o cinema além da visão comercial, procurando também trazer as temáticas brasileiras para a tela grande. Fundou também a Escola de Cinema na Universidade Federal Fluminense.

Com os filmes Rio, 40 Graus (1955) e Rio Zona Norte (1957) - este com uma atuação surpreendentemente dramática de Grande Otelo, então no auge das comédias de chanchada - , Nelson, já na década de 1950, fazia os espectadores refletirem sobre a questão da pobreza e o problema das favelas brasileiras, numa visão crítica muito diferente do recente ufanismo apologista que envolveu esses redutos de pobreza e violência que atingem as classes populares.

Nos últimos anos, ele também era membro da Academia Brasileira de Letras, ocupando uma cadeira cujo patrono foi o poeta Castro Alves e seu primeiro ocupa…

COMO DONA IVONE LARA SE AFIRMOU NO MUNDO MASCULINO DO SAMBA

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: A Música Popular Brasileira de hoje sofre uma séria crise e o samba, em particular, também. Tudo isso por conta de um comercialismo musical voraz, que impede o crescimento da MPB nas rádios e na formação do gosto dos mais jovens.

No caso do samba, os mais jovens têm dificuldade de compreender a trajetória dos grandes artistas, e a cantora e compositora Dona Ivone Lara, recém-falecida aos 97 anos, não é exceção, ela que foi uma das maiores batalhadoras do ritmo e que, sendo mulher, foi, em seu tempo, uma das poucas compositoras num meio de compositores masculinos e de cantoras que só interpretavam repertório alheio, por mais conceituadas e respeitáveis que elas fossem.

Como Dona Ivone Lara se afirmou, 'pisando devagarinho', no mundo masculino do samba

Da BBC Brasil

Em 2012, Dona Ivone Lara, já dona de uma longa carreira, foi homenageada pelo samba-enredo da escola Império Serrano, que a descrevia como "Dona, Dama, Diva..." e "A rainha da ca…

RADIALISTA PAULO BARBOZA MORRE EM SP

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: A geração dos grandes comunicadores, verdadeiros artistas que, na quase solidão dos estúdios radiofônicos, sabiam interagir com os ouvintes de maneira habilidosa, está acabando, juntamente com o rádio AM. Hoje o rádio, naufragado em fórmulas comerciais vorazes, parece cada vez mais distante dos ouvintes, acompanhando o caminho da decadência da TV aberta.

Paulo Barboza se soma a essa geração que se vai, deixando na memória um tempo em que o rádio era mais ágil, criativo e humano. Ele foi um dos mais destacados comunicadores do Brasil, e seu falecimento, aos 73 anos, comoveu o país e fez seu nome estar entre os trend topics do Twitter, tamanho era o seu talento, carisma e popularidade.Paulo, agora, sobrevive através da memória e do legado que ele deixou para a História do Rádio.

Radialista Paulo Barboza morre em SP

Do Portal G1

O radialista Paulo Roberto Machado Barboza morreu, aos 73 anos, na madrugada desta segunda-feira na cidade de São Paulo. Ele sofreu um inf…

CINEMA PERDE MILOS FORMAN, UM DIRETOR DE OLHAR CRÍTICO E IMPLACÁVEL

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Milos Forman, cineasta tcheco, faleceu aos 86 anos deixando um legado instigante e reflexivo, representando mais uma perda de cineastas que não faziam de seus filmes meros entretenimentos, mas meios de expressar um pensamento crítico. Ele é conhecido pelos filmes feitos no mercado estadunidense, mas sua origem se deu no cinema da antiga Tchecoslováquia, país que havia deixado há 50 anos, devido à repressão comunista contra a Primavera de Praga.

Cinema perde Milos Forman, um diretor de olhar crítico e implacável
Jornal do Brasil
+A-AImprimir
Paulo Francis, que não subestimava a importância dos filmes de Martin Ritt, dizia que o maior ataque de Hollywood ao racismo era obras de um cineasta checo radicado nos EUA - Na Época do Ragtime. No começo dos anos 1980, Milos Forman não apenas vencera o Oscar, como fizera história como o segundo diretor a vencer o Big Five, as cinco principais categorias. Melhor filme, direção, roteiro, ator e atriz. O primeiro, nos anos 1930…

60 ANOS DEPOIS, MÚSICO QUE LANÇOU A BOSSA NOVA ESTÁ DOENTE E MEDIANTE BRIGA JUDICIAL

Por Alexandre Figueiredo

Não era isso que os brasileiros esperariam do grande João Gilberto, 60 anos depois daquele jovem de Juazeiro ter renovado a música brasileira com uma linguagem e um estado de espírito arrojados da Bossa Nova. O músico, recentemente, anda muito doente e frágil e sob disputa judicial de seus filhos com uma companheira do bossanovista.

A Bossa Nova tem origens e precursores controversos. Há quem diga que a Bossa Nova começou em 1956 com a peça Orfeu da Conceição, de Vinícius de Moraes, com música de Tom Jobim. A canção "Se Todos Fossem Iguais a Você" é desta peça. Ou então em 1957, numa apresentação de samba sessions por um pessoal "bossa nova" num colégio no Rio de Janeiro. Ou na gravação de "Chega de Saudade" na voz de Elizeth Cardoso, com João Gilberto no violão e arranjo de Tom Jobim.

Mas não existe a menor dúvida que João Gilberto foi o músico que mais contribuiu para a linguagem e o estado de espírito da Bossa Nova. Mesmo dian…

O DIA QUE "UNIU" MARIELLE FRANCO E EDSON LUÍS DE LIMA SOUTO

Por Alexandre Figueiredo
50 anos separam duas tragédias, mas de repente elas se tornam bem próximas, pela comoção causada entre os brasileiros. O estudante Edson Luís de Lima Souto, também funcionário do restaurante Calabouço, no centro do Rio de Janeiro, e a vereadora do PSOL, Marielle Franco, se uniram pelas tragédias a que foram vítimas, que os transformaram em símbolos na luta contra a repressão aos direitos humanos.
Edson nasceu em 1950 e foi morto aos 19 anos, quando almoçava no restaurante em que trabalhava, ocasião que tornou-se trágica quando um tiroteio o atingiu, no momento em que policiais tentavam prender manifestantes estudantis. Edson não era militante e acabou sendo atingido, morrendo na hora, em 28 de março de 1968.
Marielle nasceu em 1979. Ativista negra, LGBT e feminista, ela foi a quinta vereadora mais votada nas eleições para o Legislativo do Rio de Janeiro, em 2016. Ela saía de um evento de debates na Lapa quando, já no bairro do Estácio, o carro em que estava f…