Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2016

ATRIZ DEBBIE REYNOLDS MORRE UM DIA DEPOIS DA FILHA, CARRIE FISHER

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: 2016 foi um ano difícil, com muitas tragédias. E a tragédia de Carrie Fisher, morta relativamente jovem aos 60 anos e com duas gravações feitas para a dublagem de Uma Família da Pesada (The Family Guy), foi demais para a mãe, a atriz Debbie Reynolds, que, de tão abalada emocionalmente, sofreu um acidente vascular cerebral que a matou um dia após perder a filha.

Duas atrizes bem diferentes em trajetória, mas que eram mãe e filha, se igualaram também pela intensa e fiel legião de admiradores, que as continuará mantendo vivas na memória e no legado. Quanto a Debbie Reynolds, ela havia sido um ídolo juvenil em seu tempo, e uma curiosidade é que um dos mais recentes papéis de sua carreira foi sua participação na produção do Disney Channel, Halloweentown, no qual faz o papel de uma avó, Aggie Cronwell, que conta estórias de Halloween para seus netos.

Atriz Debbie Reynolds morre um dia depois da filha, Carrie Fisher

Do UOL, em São Paulo, com informações da Agência EFE

CARRIE FISHER, A PRINCESA LEIA DE "STAR WARS", MORRE AOS 60 ANOS

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Uma das atrizes mais populares dos fãs de ficção científica, Carrie Fisher, consagrada pelo papel da Princesa Leia na saga Star Wars, não sobreviveu a um infarto, depois de quatro dias internada. A perda dela é uma das que fecham esse triste ano trágico de 2016, quando tantas personalidades admiráveis faleceram.

Carrie Fisher deixou um livro, The Princess Diarist, que contém anotações feitas durante as filmagens dos três filmes da saga Star Wars produzidos em 1977, 1980 e 1983. Ela também participou em filmes como Austin Powers: Um Agente Nada Discreto, O Império do Besteirol Contra-Ataca e As Panteras Detonando. Mas sua última participação no cinema será no papel de Leia em Star Wars: Episódio 8, a ser lançado postumamente em 2017.

Carrie foi filha da atriz Debbie Reynolds, que havia sido um ídolo juvenil nas décadas de 1950 e 1960. Debbie agradeceu à solidariedade dos fãs, comovidos com a perda de Carrie, que neste contexto de tantas tragédias fará o Reveil…

HÁ 50 ANOS, PERDEMOS SYLVIA TELLES, UMA DAS MAIORES CANTORAS DO BRASIL

Por Alexandre Figueiredo

Até hoje, a perda da cantora Sylvia Telles, um dos maiores nomes da Bossa Nova e da moderna MPB, deixou uma lacuna irreparável. Diante de uma situação em que a MPB sofre uma crise, perdida em excesso de tributos e clichês pós-tropicalistas ou revivalistas, não há uma cantora que pudesse se equiparar à voz intensa, meiga, forte, dramática e sensualmente doce de Sylvinha Telles.

Ela teve uma breve carreira de 12 anos. Breve, mas de altíssima qualidade. Raramente compôs músicas, mas como intérprete dava sua marca forte em interpretações que se encaixavam em arranjos bossanovistas, jazzísticos e diante de uma orquestra. E tinha uma modernidade juvenil que dava um frescor musical intenso, de um grande talento prematuramente falecido.

Sua primeira música gravada foi "Amendoim Torradinho", composição de Henrique Beltrão, que fazia parte de um número musical da peça de teatro de revista Gente Fina e Champanhota, em 1955. Um dos músicos acompanhantes, José C…

JÔ SOARES SE DESPEDE DO 'PROGRAMA DO JÔ' CONSOLIDANDO SUA VERSATILIDADE

JÔ SOARES EM CARICATURA, NA ABERTURA DO 'SHOW A DOIS', PROGRAMA DA TV RECORD REALIZADO EM 1960.

Por Alexandre Figueiredo

Qual a ponte que liga o falecido apresentador Silveira Sampaio, um dos pioneiros dos talk shows da televisão brasileira, sucesso da TV Record nos anos 1950 e começo dos 1960, e o aposentado apresentador estadunidense David Letterman, um dos grandes sucessos da TV contemporânea?

Simples. O recém-extinto Programa do Jô, apresentado pelo famoso humorista de talento versátil, José Eugênio Soares, o Jô Soares (que no começo da carreira chegou a ser creditado como Joe Soares), aproveitou tanto a experiência do apresentador na equipe de roteiristas dos programas de Silveira Sampaio quanto a influência de The Late Show With David Letterman. Jô admirava ambos os apresentadores.

Jô é um dos últimos sobreviventes de um tempo que se encerra, de uma televisão dinâmica e vibrante, altamente criativa e que exibiu seu esplendor nos anos 1950 e 1960, mas mostrou alguns de se…

DOM PAULO EVARISTO ARNS FOI UM IMPORTANTE DEFENSOR DOS DIREITOS HUMANOS

Há que se convir. Enquanto movimentos religiosos tidos como "modernos", como as seitas evangélicas de tendência pentecostal, como a Igreja Universal do Reino de Deus, e o chamado Movimento Espírita Brasileiro, se comprometem a defender valores cada vez mais retrógrados e conservadores, a Igreja Católica, que havia passado tempos sombrios, havia tido, no século XX, suas figuras progressistas.

A Teologia da Libertação, corrente humanista lançada no II Concílio do Vaticano, no final de 1961, consiste na compreensão dos ensinamentos cristãos não como um meio de estabelecer a servidão dos devotos, mas a promover mudanças sociais que permitissem a justiça social e o combate à opressão, além de oferecer qualidade de vida a partir de uma educação que estimulasse a compreensão crítica da sociedade e a ação comunitaria.

Não por acaso, esse movimento católico, que criou as Comunidades Eclesiais de Base, teve uma ação decisiva na transformação das classes populares no Brasil, processo …

GREG LAKE, FUNDADOR E BAIXISTA DO EMERSON LAKE & PALMER, MORRE AOS 69 ANOS

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Poucos meses após o falecimento do super-tecladista Keith Emerson, a banda Emerson Lake & Palmer, uma das mais destacadas do rock progressivo mundial, perdeu mais um integrante, o baixista e vocalista do trio, Greg Lake, que também fez parte da primeira formação do King Crimson, fundada pelo guitarrista Robert Fripp. Portanto, da banda, apenas Carl Palmer é o único membro vivo.

Curiosamente, Fripp havia se indignado com a entrada de Lake no ELP, depois de gravar dois álbuns com o King Crimson, entre eles o seminal In The Court of Crimson King, de 1969. Consta-se que foi com base nessa "ciumeira" que Fripp falou certa vez que o futuro da música estaria com as flautas de bambu, e não com os sintetizadores, aludindo ao instrumento de Keith Emerson.

Outra curiosidade trágica se refere a um projeto lançado por Emerson e Lake, não com Carl Palmer, comprometido com o Asia, mas com Cozy Powell, intitulado Emerson Lake & Powell, que havia lançado um …

O LEGADO DE FERREIRA GULLAR

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Num ano de muitas mortes ilustres, se vai também o escritor, artista plástico, poeta e ativista cultural Ferreira Gullar, nome artístico do maranhense radicado no Rio de Janeiro, José Ribamar Ferreira. De uma rica trajetória, o intelectual fez parte do Centro Popular de Cultura da União Nacional dos Estudantes (CPC da UNE), entre 1961 e 1964.

Foi o principal e mais popular expoente do movimento concretista e é reconhecido pelos mais leigos como autor da letra em português de "Burbujas de Amor", sucesso de Juan Luís Guerra que virou, na voz de Fagner, "Borbulhas de Amor".

Embora ligado às vanguardas artísticas e culturais do Brasil dos anos 1950-1960, Gullar, nos últimos anos, adotava postura ideológica conservadora, tendo feito oposição enérgica aos governos do PT. Ainda assim, tinha uma reputação alta como artista e intelectual.

O legado de Ferreira Gullar

Por Pedro Zambarda - Diário do Centro do Mundo

Na ocasião da morte de Clarice Lispecto…