MORRE AOS 94 ANOS PETE SEEGER, ÍCONE DA MÚSICA FOLK


COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: A importância do cantor e músico folk Pete Seeger é tanta que ele já liderava uma cena do gênero nos EUA, nas décadas de 1940 e 1950, e ele se tornou influência decisiva na revitalização do estilo musical nos anos 60.

Só três exemplos comprovam isso, como o caso do grupo The Tokens, que em 1961 popularizou a canção do pouco conhecido compositor africano Solomon Linda, "Wimoweh", reintitulada como "The Lion Sleeps Tonight". A música foi difundida nos EUA por Pete Seeger, que era amigo de Solomon.

Seeger também influenciou o cantor Bob Dylan no começo da carreira e uma canção de Seeger, "Turn! Turn! Turn!", baseada no Livro dos Eclesiastes, foi gravada pelo grupo de folk rock The Byrds.

Morre aos 94 anos Pete Segeer, ícone da música folk

Da Agência EFE

O cantor, pesquisador e compositor de música folk Pete Seeger, considerado como uma das principais figuras desse gênero musical e um ativista dos direitos humanos, morreu em Nova York aos 94 anos, segundo informaram nesta terça-feira (28) diferentes veículos da imprensa dos Estados Unidos.

A morte, ocorrida ontem no New York-Presbyterian Hospital, onde permanecia internado há uma semana, ocorreu "por causas naturais", de acordo com o que disse seu neto, Kitama Cahill Jackson, ao New York Times.

A carreira de Seeger, para quem a música folk tinha um sentido comunitário e era um veículo de ação política, o levou do top dez da música no rádio aos auditórios dos festivais de folk e do seu desprezo pelo Congresso à atuação no Memorial de Lincoln no concerto inaugural em homenagem a Barack Obama.

Cantou para o movimento operário, em defesa dos direitos civis e contra a guerra do Vietnã, apoiou a luta pelo meio ambiente e protestou contra as campanhas belicistas.

Foi mentor de jovens que começavam no folk, como Bob Dylan, Don McLean e Bernice Johnson Reagon; Bruce Springsteen cantou suas canções no álbum We Shall Overcome: The Seeger Sessions (2006), e com Woody Guthrie fez This Land Is Your Land.

Seu 90º aniversário foi celebrado no Madison Square Garden com um concerto no qual Springsteen o apresentou como "um arquivo vivo da música americana e de sua consciência, um testamento do poder da canção e da cultura".

Comentários