MORRE AOS 91 ANOS A LENDA DO JAZZ DAVE BRUBECK


COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Dave Brubeck foi um dos remanescentes do jazz moderno, assim como do jazz em geral, que havia perdido grandes mestres. E ele é um dos meus jazzistas favoritos, pelo grande talento que ele representou numa época em que o jazz era muito inspirado e ousado em sua expressão artística.

O jazz fica cada vez mais órfão, e dificilmente temos gerações recentes com a mesma compreensão jazzística dos antigos músicos e apreciadores, sobretudo quando vemos que o jazz era marcado por grandes músicos e até mesmo por orquestras (chamadas de "grandes bandas"), e hoje as gerações mais novas estão mais acostumadas a apreciar DJs e grupos de cantores-dançarinos.

Neste sentido, é uma pena quando morre algum grande nome do jazz, é como se uma das bases de sustentação do gênero se rompesse. Mas, em todo caso, fica nossa gratidão ao trabalho produtivo e altamente criativo do pianista e maestro da fase mais experimental de jazz, Dave Brubeck.

Morre aos 91 anos a lenda do jazz Dave Brubeck

Do JB On Line

O pianista de jazz Dave Brubeck, famoso por gravações como Take five e Blue rondo a la Turk, morreu na manhã desta quarta-feira (5) no Norwalk Hospital, nos Estados Unidos, aos 91 anos de idade. As informações são do jornal Chicago Tribune.

Brubeck, que completaria 92 anos nesta quinta-feira, teve uma falência cardíaca, segundo a publicação. Russell Gloyd, produtor e empresário do músico, afirmou que ele estava em tratamento regular com seu cardiologista.

Lenda do jazz

Nascido em 6 de dezembro de 1920, Brubeck é considerado um dos maiores músicos do gênero principalmente em função de sua técnica ao piano e grande capacidade de improviso ao vivo.

O pianista teve seu primeiro contato com o instrumento que o acompanharia o restante de sua vida aos 4 anos de idade. Inicialmente não se interessou pela técnica e pelos estudos musicais, por isso sempre rejeitou a leitura de partituras.

Foi em 1942 que se formou na University of the Pacific, na Califórnia, e logo depois ingressou no exército, onde conheceu Paul Desmond, com quem mais tarde formaria o Dave Brubeck Quartet, que ainda contava com Joe Dodge e Bob Bates.

Take five, escrita por Desmond, se tornou a melodia mais famosa do quarteto quando foi lançada, em 1959. Sua métrica ímpar tornou o disco referência entre os standards do jazz.

Time Out

Escrita por Paul Desmond, Take five está no disco Time out, do Dave Brubeck Quartet, lançado em 1959. O álbum foi gravado em Nova York nos dias 25 de junho, 1º de julho e 18 de agosto daquele ano. Take out ficou famoso por suas melodias distintas e principalmente por alternar suas métricas, fato que não era inédito no jazz, mas fugiu dos padrões musicais e mesmo assim teve grande relevância no mercado ao atingir um grande público e valor comercial.

No lado A, o vinil tem as canções Blue rondo a la Turk, Strange meadow lark e Take five. No seu lado oposto estão Three to Get Ready, Kathy's Waltz, Everybody's Jumpin e Pick Up Sticks.

Discografia

1949: Brubeck Trio with Cal Tjader (Fantasy)

1952: Jazz at the Blackhawk [live] (Fantasy)

1952: Jazz at Storyville [live] (Fantasy)

1953: Jazz at the College of the Pacific [live] (Fantasy/OJC)

1954: Jazz Goes to College [live] (Columbia)

1957: Jazz Goes to Junior College [live] (Columbia)

1959: Gone With the Wind (Columbia/Legacy)

1959: Time Out (Columbia/Legacy)

1961: Time Further Out (Columbia/Legacy)

1962: Countdown: Time in Outer Space (Columbia)

1963: N.Y.C., Carnegie Hall, February 22, 1963 [live](Columbia)

1963: The Dave Brubeck Quartet at Carnegie Hall [live] (Sony)

1967: Compadres (Columbia)

1967: The Last Time We Saw Paris [live] (Columbia)

1969: The Gates of Justice (Decca)

1970: Live at the Berlin Philharmonie (Columbia/Legacy)

1975: Brubeck & Desmond: Duets (1975) (A&M)

1975: 1975: The Duets (Horizon)

1981: Paper Moon (Concord Jazz)

1996: A Dave Brubeck Christmas (Telarc Jazz)

2003: Park Avenue South [live] (Telarc)

2003: Brubeck in Chattanooga (Choral Arts Society of Chattanooga)

2004: Private Brubeck Remembers (Telarc)

2005: London Flat, London Sharp (Telarc)

Comentários