quinta-feira, 27 de setembro de 2012

MORRE TED BOY MARINO, ÍCONE DO TELECATCH NO BRASIL



COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: Não se pode confundir o telecatch com as lutas de MMA-UFC de hoje. O telecatch eram lutas cênicas, com um certo tom de comédia, e que no Brasil fizeram Ted Boy Marino um astro do gênero. Depois ele passou a fazer parte do grupo humorístico Os Adoráveis Trapalhões, com Renato Aragão, Wanderley Cardoso e Ivon Curi, embrião do que Renato faria com os Trapalhões, com outros parceiros. Esse programa estreou em 1966 na TV Excelsior do Rio de Janeiro.

Ted Boy, que participou também de vários filmes, tinha 73 anos incompletos, era nascido na Itália e nos últimos anos ainda era lembrado por sua carreira, tendo feito depoimentos em programas de televisão e conquistado fãs mais jovens. Mas ele faleceu devido a complicações causadas pela insuficiência vascular aguda, sofrendo parada cardíaca depois de uma cirurgia de emergência num hospital em Botafogo.

RJ: morre Ted Boy Marino, ícone do Telecatch no Brasil

Do Portal Terra

Astro do telecatch brasileiro durante a década de 1960, Mario Marino, mais conhecido como Ted Boy Marino, morreu, aos 72 anos, nesta quinta-feira no Rio de Janeiro. O ex-atleta da luta livre não resistiu a uma cirurgia de emergência realizada no Hospital Pró-Cardíaco, no bairro de Botafogo, e sofreu uma parada cardíaca, logo após o processo. A morte do antigo competidor e ator foi confirmada ao Terra pelo próprio hospital, que registrou o óbito às 19h (de Brasília).

Mario Marino deu entrada no hospital na manhã desta quinta-feira com insuficiência vascular aguda. A gravidade do estado do ex-astro da luta livre brasileira obrigou a equipe médica a iniciar uma cirurgia de emergência. Entretanto, a tentativa de salvá-lo foi em vão, em virtude da parada cardíaca sofrida depois do processo cirúrgico.

Nascido em Fuscaldo Marina, na província italiana da Calábria, Mario Marino deixou a Europa com apenas 12 anos de idade, quando viajou junto aos pais e mais cinco irmãos rumo a Buenos Aires. Na capital argentina, ainda jovem, trabalhou com sapateiro, aproveitando o tempo livre para praticar a luta livre e o halterofilismo. Antes de despontar no Brasil, Ted Boy já participava de programas de Telecatch argentinos e em Montevidéu.

O sucesso fez Marino viajar para o Brasil no ano de 1965. Pouco tempo depois de chegar ao País, o lutador foi contratado pela extinta TV Excelsior. Na emissora, Ted Boy obteve grande sucesso ao derrotar vilões como Aquiles, Rasputim e Barba Negra ao lado de outros personagens como Tigre Paraguaio e Electra. A participação gerou outros convites.

Já consolidado como astro da luta livre, Ted Boy Marino ganhou ainda mais reconhecimento quando passou a protagonizar "Os Adoráveis Trapalhões". Ao lado de Wanderley Cardoso, Ivon Cury e Renato Aragão, o antigo membro do Telecatch comandou um dos programas de maior sucesso das primeiras décadas da televisão brasileira.

A grande repercussão da parceria com Renato Aragão rendeu mais convites para Ted Boy Marino. Em 1968, ele interpretou um lutador no filme "Dois na Lona", em película conhecida pela "final" envolvendo o lutador e Lobo, o ator Roberto Guilherme. Na TV Globo, Marino imediatamente participou de quatro programas: Sessão Zás Trás; Orion IV x Ted Boy Marino; Oh, que Delícia de Show e o já famoso Telecatch, no horário nobre dos sábados.

Apesar de manter-se em evidência durante quase uma década, Marino não se segurou com o declínio do Telecatch. A partir de então, o ex-lutador figurou como coadjuvante do programa "Os Trapalhões", protagonizado pelo amigo Renato Aragão, e "Escolinha de Professor Raimundo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.