Pular para o conteúdo principal

ATRIZ TÔNIA CARRERO COMPLETA 90 ANOS


COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: A atriz Tônia Carrero completa hoje 90 anos, tendo sido um grande nome do teatro e do cinema brasileiros, tendo integrado a fase sofisticada do teatro nos anos 50, que culminou com o grupo teatral formado com Paulo Autran e o italiano Adolfo Celi. Mas ela também se abriu para o polêmico Plínio Marcos, fazendo uma prostituta em "Navalha na Carne", nos anos 60.

Ultimamente ela anda reclusa, por causa de um comprometimento dos nervos que fazem a ligação das pernas, o que dificulta sua locomoção. Mas fica aqui a nossa homenagem à mulher marcada pela beleza e pelo talento.

Atriz Tonia Carrero completa 90 anos, com uma história de talento e personalidade

Por Roberta Pennafort - Portal Estadão.Com.Br

Pense numa mulher feliz: acarinhada pela família - filho, quatro netos, cinco bisnetos - e os amigos da vida toda, com uma carreira gloriosa de seis décadas, trabalhos memoráveis no teatro, na TV e no cinema. É Tonia Carrero, que recebe hoje à tarde para uma festa por seus 90 anos em casa, no Leblon.

A data é quinta-feira, dia 23. Diferentemente da maioria dos que chegam a essa idade, Tonia quis a celebração, a casa cheia, o cabeleireiro em domicílio. Não é uma mulher comum. Mais: nunca houve uma mulher como Tonia. "Ela sempre gostou de festa. Está animada e bem-humorada, mesmo com as limitações que a vida trouxe: tem dificuldade de falar e andar. A cabeça é exemplar", conta Cecil Thiré, o filho único que penou por ter a mãe mais bonita do Brasil.

Entre os convidados, Nathalia Timberg, Jacqueline Laurence, Eva Wilma, Eva Todor, Camila Amado, atrizes com quem ela dividiu momentos que fazem parte da vida do brasileiro adulto. Fãs que se apaixonaram pelos cabelos dourados e os olhos "espantosamente azuis", como um dia escreveu Ronaldo Bôscoli, mas também pelo talento dramático, a dignidade como caminho, a transparência.

Quando fez 80, admitiu que se ver no espelho era "uma tristeza". "O fato de nenhum homem me achar atraente a esta altura da vida é muito duro", reconheceu, sem autopiedade. Assim como admitiu casos extraconjugais com Paulo Autran, o amigo maior, e Rubem Braga, quando era casada com Carlos Thiré, que também a traía.

Combinação de beleza, talento e personalidade - para quem acompanha sua trajetória, está aí a razão do sucesso de Maria Antonietta Portocarrero Thedim, nascida Mariinha, com cabeleira castanha, "nariz chatinho, a boca pequenininha". O registro carinhoso e detalhado do livro do bebê abre Tonia Carrero - Movida Pela Paixão, de Tânia Carvalho, lançado há três anos. "Não disfarço mais nada. Não quero que me achem linda ou brilhante. Hoje, estou acima do bem e do mal", ela afirmou à época.

Na festa de hoje, cada um dos presentes levará um exemplar do livro O Monstro de Olhos Azuis, memórias que Tonia lançou em 1986 e Cecil mandou reimprimir agora, levado pela efeméride.

A última das 54 peças que encenou foi Um Barco para o Sono, em 2007, que teve a direção do neto Carlos Thiré. Na TV, fez uma participação na novela Senhora do Destino, no ano seguinte. No cinema - onde estreou, em 1947, vinda de cursos de formação em Paris -, interpretou uma senhora com problemas de memória em Chega de Saudade, em 2008.

A memória de Tonia é traiçoeira há algum tempo, trazendo dificuldade para decorar textos e a impossibilitando de dar entrevistas. Ela fala através das lembranças dos amigos.

"Tonia sempre foi assustadoramente franca e tem um caráter afetivo imenso. Nunca foi narcisa, é de uma beleza que enxerga o outro", diz Camila Amado. Para ela, perdeu um Molière, em 1967. "Tonia fazia Navalha da Carne e eu, De Brecht a Stanislaw. Tivemos a mesma votação, mas o prêmio foi para ela por sua história. Tonia merece tudo."

A montagem de Navalha foi um marco também para o então diretor iniciante Fauzi Arap, chamado por Plínio Marcos para a tarefa. Fauzi e Tonia se estranharam de início, mas logo ele estaria deslumbrado: a mulher de imagem ultrassofisticada fez uma Neusa Sueli inesquecível, desglamourizada como não se poderia supor.

E, graças a Tonia, a peça enganou a censura. "Já com muito prestígio, ela foi lá e disse que faria a personagem, e, portanto, não poderia ser nada pornográfico", ele diz. "Lembro dela chegando como se fosse A Visita da Velha Senhora e saindo com a liberação. Quando estreou, a plateia não respirava."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ESTADO DA GUANABARA

AEROFOTO DO FOTÓGRAFO DA REVISTA MANCHETE, CARLOS BOTELHO, PUBLICADA TAMBÉM NA ENCICLOPÉDIA DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS DO IBGE. A FOTO DATA DE 1956, QUANDO A NOVA CAPITAL, BRASÍLIA, COMEÇOU A SER CONSTRUÍDA, TRANSFORMANDO DEPOIS O ANTIGO DISTRITO FEDERAL NA GUANABARA.

Do portal WikipediaA Guanabara foi um estado do Brasil de 1960 a 1975, no território do atual município do Rio de Janeiro. A palavra guanabara tem sua origem no tupi guarani guaná-pará, e significa "o seio-mar".

HISTÓRIA

Em 1834, a cidade do Rio de Janeiro foi transformada no Município Neutro da Corte, permanecendo como capital do Império do Brasil, enquanto que Niterói passou a ser a capital da província do Rio de Janeiro. Em 1889, a cidade transformou-se em capital da República, o município neutro em distrito federal e a província em estado. Com a mudança da capital para Brasília, em 21 de abril de 1960, a cidade do Rio de Janeiro tornou-se o estado da Guanabara, de acordo com as disposições transitórias da Cons…

CASOS DE LULA E DILMA ACABAM DANDO AULA PRÁTICA DA CRISE DA ERA JANGO

Por Alexandre Figueiredo

As pessoas mais jovens têm a oportunidade de relembrar fatos históricos do passado, relacionando a crise política de hoje com a crise que seus pais e avós viveram há 52 anos. A crise política do segundo semestre de 1963 até o primeiro de 1964, que culminou no golpe militar que instaurou uma ditadura de 21 anos, encontra eco na crise atual do governo da presidenta Dilma Rousseff.

A crise atinge o ciclo político do Partido dos Trabalhadores, que se ascendeu no poder em 2003, levando ao cenário político personalidades que combatiam o regime militar: o então presidente da República Luís Inácio Lula da Silva, por exemplo, foi um operário do ABC paulista que se ascendeu durante a crise do "milagre brasileiro" da ditadura militar, por volta de 1974.

Junto a ele, se ascendeu também o antigo líder estudantil José Dirceu, que havia sido preso quando, presidente da União Nacional dos Estudantes em 1968, foi surpreendido por uma ação policial em Ibiúna, interio…

30 ANOS SEM KAREN CARPENTER

COMENTÁRIO DESTE BLOGUE: A cantora da dupla de irmãos Carpenters, a belíssima Karen Carpenter, faleceu no dia 04 de fevereiro de 1983. Talvez esta postagem pareça tardia, mas há exatos 30 anos a notícia do falecimento da cantora já estava espalhada pelos quatro cantos e repercutia mundialmente, causando tristeza profunda em todos os seus fãs.

Os Carpenters podem não ter sido musicalmente excepcionais, mas eram bastante talentosos, pelo talento de pianista de Richard Carpenter e da bela voz de Karen, que por sinal tinha uma beleza sexy que ela mesma não pôde prestar atenção, tão preocupada em se tornar magra que a fez vítima de anorexia nervosa. Pena, porque Karen era linda e desejadíssima mesmo "cheinha" e, se viva estivesse, continuaria belíssima, apenas adaptando suas feições para os 63 anos que poderia completar no próximo dia 02 de março.

Algumas curiosidades notáveis dos Carpenter: os irmãos chegaram a gravar cover da banda progressiva Klaatu e Karen era eventual bater…

TV EXCELSIOR

TV Excelsior - A Criadora do Padrão Globo de Qualidade

Edson Rodrigues - Retro TV

Dez anos de criatividade que resultaram no desenvolvimento da televisão brasileira. Assim podemos definir a trajetória da TV Excelsior, Canal 9 de São Paulo. Mas, como tudo começou? E como tudo acabou?

O Início

Estamos em 1959 e a Organização Victor Costa - que já possuía a TV Paulista Canal 5 - ganha um novo canal de televisão. Naquela época era comum um mesmo dono ter mais de uma emissora. Antes mesmo de inaugurá-la, Mário Wallace Simonsen manifesta interesse em comprar os direitos sobre o novo canal. A família Simonsen era poderosa, possuía mais de 40 empresas (uma delas a aérea Panair) e estavam ansiosos por colocar no ar a TV Excelsior (nome este que veio da emissora de rádio, hoje a conhecida CBN). Os valores da venda são desencontrados, mas é sabido que a cifra foi a mais alta até então registrada.

A emissora instalou-se nos dois últimos andares de um prédio localizado na esquina da Avenida Paulista co…

PRIMEIRA TRANSMISSÃO DE TV A CORES NO BRASIL FAZ 40 ANOS

Por Alexandre Figueiredo

Hoje faz 40 anos em que se realizou a primeira transmissão televisiva a cores, a partir da TV Difusora de Porto Alegre (hoje TV Bandeirantes local) e a TV Rio (Guanabara, atual TV Record Rio). A TV Globo, do Rio de Janeiro, também participou da façanha.

O evento escolhido foi o desfile tradicional da Festa da Uva, na cidade gaúcha de Caxias do Sul. A foto em questão, aliás, mostra um ônibus "bicudinho" da Mercedes-Benz, provavelmente O-326, que a TV Rio enviou para o Sul do país.

Era tempos do "milagre brasileiro" da ditadura militar e prefeitos com algum senso de oportunismo instalaram aparelhos de TV pelas ruas da cidade para que a população visse a novidade. Aliás, foi assim que Assis Chateaubriand fez para atrair a multidão para a então recém-inaugurada televisão, em vários pontos-chave da cidade de São Paulo, em 18 de setembro de 1950. Em ambos os casos, eventuais falhas técnicas ocorreram.



Mas quem imaginasse que a televisão a cores era u…

O DIA QUE "UNIU" MARIELLE FRANCO E EDSON LUÍS DE LIMA SOUTO

Por Alexandre Figueiredo
50 anos separam duas tragédias, mas de repente elas se tornam bem próximas, pela comoção causada entre os brasileiros. O estudante Edson Luís de Lima Souto, também funcionário do restaurante Calabouço, no centro do Rio de Janeiro, e a vereadora do PSOL, Marielle Franco, se uniram pelas tragédias a que foram vítimas, que os transformaram em símbolos na luta contra a repressão aos direitos humanos.
Edson nasceu em 1950 e foi morto aos 19 anos, quando almoçava no restaurante em que trabalhava, ocasião que tornou-se trágica quando um tiroteio o atingiu, no momento em que policiais tentavam prender manifestantes estudantis. Edson não era militante e acabou sendo atingido, morrendo na hora, em 28 de março de 1968.
Marielle nasceu em 1979. Ativista negra, LGBT e feminista, ela foi a quinta vereadora mais votada nas eleições para o Legislativo do Rio de Janeiro, em 2016. Ela saía de um evento de debates na Lapa quando, já no bairro do Estácio, o carro em que estava f…

FUNDADOR DA SOM LIVRE, JOÃO ARAÚJO MORRE AOS 78 ANOS

O empresário João Araújo, pai do cantor Cazuza, faleceu na manhã de hoje de parada cardíaca, e já foi velado e enterrado no Cemitério São João Batista, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro. Ele tinha 78 anos.

Em 1969, João fundou a gravadora Som Livre, sob o suporte empresarial das Organizações Globo. O nome Som Livre era inspirado na cultura hippie, embora a gravadora se dedicasse inicialmente à música brasileira ao lançamento de trilhas sonoras de novelas que, inicialmente, eram dotadas de material inédito.

Com o tempo, a Som Livre alternou o lançamento de artistas brasileiros, como Djavan e a carreira solo de Rita Lee, com o crescente comercialismo que culminou no padrão atual, em que a gravadora se alimenta das trilhas de novelas (um amontoado de canções radiofônicas lançadas por várias gravadoras) e o lançamento de ídolos comerciais da música.

Nos anos 80, a gravadora serviu, junto à RCA (atual Sony Music), à indústria de sucessos musicais comandada pelo ex-Fevers Michael Sul…

RÁDIO CIDADE ENCERROU HISTÓRIA ANTES DOS 40 ANOS. MELHOR ASSIM

Por Alexandre Figueiredo

Seria patético uma rádio comemorar 40 anos de existência com uma trajetória totalmente diversa da original. Se o contexto permitisse, tudo bem, mas soaria ridículo que a Rádio Cidade tivesse que comemorar 40 anos como se fossem os 35 anos da Fluminense FM, algo bastante surreal que, certamente, daria um filme de Luís Buñuel.

A Rádio Cidade, que anunciou sua saída do dial para o próximo dia 31 de julho de 2016, na verdade morreu faz muito tempo. Morreu quando o Sistema Jornal do Brasil sentiu ressentimento de não ter largado na frente de uma rádio autenticamente rock, a Fluminense FM, do Grupo Fluminense de Comunicação.

A Fluminense FM, a "Maldita", bem antes da Internet e do YouTube, tinha uma locução sóbria, que não falava em cima das músicas, e seu repertório, mesmo na programação normal, fugia da mesmice do hit-parade, tocando bandas e artistas até hoje pouco conhecidos.

De Gentle Giant a Teardrop Explodes, nenhuma emissora de rádio roqueira teve…

RAUL SEIXAS

Hoje seria a data de aniversário dos 65 anos do cantor Raul Seixas, um dos maiores nomes do Rock Brasil e um dos mestres, ainda que controversos, da Música Popular Brasileira.

Em 21 de agosto de 1989, ele faleceu de problemas causados pela diabetes. Raul havia retomado a carreira, junto ao conterrâneo Marcelo Nova, e os dois chegaram até a se apresentarem no estreante Domingão do Faustão, quando o programa, ainda sofrendo os ranços do Perdidos da Noite, ainda não era considerado o templo da música brega-popularesca do país.

Raul era uma figura controversa e, em vida, era esnobado e discriminado pela mídia. Tanto que deixou, na primeira oportunidade, a provinciana Salvador, sua terra natal, para viver até o fim da vida em São Paulo. Portanto, Raul tornou-se um paulistano naturalizado.

Raul teve a sorte, num Brasil atrasado quanto à modernidade internacional e numa Salvador mais atrasada ainda, de ter tido como amigo de infância um filho de diplomata. Isso fez Raul acertar o relógio com o …

60 ANOS DEPOIS, MÚSICO QUE LANÇOU A BOSSA NOVA ESTÁ DOENTE E MEDIANTE BRIGA JUDICIAL

Por Alexandre Figueiredo

Não era isso que os brasileiros esperariam do grande João Gilberto, 60 anos depois daquele jovem de Juazeiro ter renovado a música brasileira com uma linguagem e um estado de espírito arrojados da Bossa Nova. O músico, recentemente, anda muito doente e frágil e sob disputa judicial de seus filhos com uma companheira do bossanovista.

A Bossa Nova tem origens e precursores controversos. Há quem diga que a Bossa Nova começou em 1956 com a peça Orfeu da Conceição, de Vinícius de Moraes, com música de Tom Jobim. A canção "Se Todos Fossem Iguais a Você" é desta peça. Ou então em 1957, numa apresentação de samba sessions por um pessoal "bossa nova" num colégio no Rio de Janeiro. Ou na gravação de "Chega de Saudade" na voz de Elizeth Cardoso, com João Gilberto no violão e arranjo de Tom Jobim.

Mas não existe a menor dúvida que João Gilberto foi o músico que mais contribuiu para a linguagem e o estado de espírito da Bossa Nova. Mesmo dian…