Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

HÁ 50 ANOS, JÂNIO QUADROS TOMOU POSSE

Por Alexandre Figueiredo

No dia 31 de janeiro de 1961, Jânio da Silva Quadros se tornou presidente da República. O Brasil havia saído da ressaca da Era Kubitschek, que a História registrou, com natural otimismo mas com um certo exagero, como o período dos Anos Dourados.

Sem dúvida alguma, havia muito ânimo do país avançar, com o projeto "50 anos em 5" de Juscelino Kubitschek, presidente que quase teve o mandato perdido por um golpe defendido pela UDN, naqueles idos de 1955, quando Juscelino e seu vice, João Goulart, foram eleitos para assumir o Executivo federal.

Naqueles tempos - como em 1960 na eleição que deu vitória a Jânio - havia eleição em separado para vice-presidente, e Jango era hostilizado pela direita brasileira, daí a tentativa de golpe para banir a posse da chapa vitoriosa, a do PSD-PTB. Mas um contragolpe, movido pelo general Henrique Teixeira Lott, que destituiu o presidente interino, Carlos Luz (presidente da Câmara dos Deputados, que havia sucedido Café Filho,…

MORREU O COMPOSITOR JOHN BARRY

COMENTÁRIO DESTE BLOG: Um aspecto pouco conhecido de John Barry foi a fase entre 1959 e o comecinho dos anos 60, quando ele comandava a banda John Barry Seven, na qual era também trumpetista. A banda fazia um som tipo guitar instrumental mesclado com arranjos orquestrais, através de músicas como "Beat Girl" (cuja introdução de guitarra foi sampleada por Norman Cook para "Rockafeller Skank", do projeto Fatboy Slim) e "Saturday Child", respectivamente de 1959 e 1960.

John Barry também foi conhecido como co-autor e maestro de orquestração na música "A View To A Kill", um dos sucessos do Duran Duran, lançado em 1985.

Morre compositor John Barry, autor de música de filmes de James Bond

Da Agência EFE

O compositor britânico John Barry, famoso por seus trabalhos nas trilhas sonoras dos filmes do agente James Bond, "A História de Elza", "Entre Dois Amores", "Dança Com Lobos" e "Perdidos na Noite", morreu aos 77 anos d…

MORRE A ATRIZ GEÓRGIA GOMIDE

Do portal Terra

A atriz paulistana Geórgia Gomide, que atuou em mais de sessenta novelas, começando em 1963 na TV Tupi, e protagonizou o primeiro beijo gay da história da TV brasileira, no teleteatro Calúnia, no mesmo ano, morreu neste sábado (29), aos 73 anos, de infecção generalizada, em São Paulo. O velório será no hospital Beneficência Portuguesa, na Bela Vista (região central de São Paulo), e ela deve ser enterrada no cemitério da Consolação.

Nascida em 1937 no elegante bairro dos Jardins, de uma tradicional família de artistas, intelectuais e diplomatas, Elfriede Helene Gomide Witecy começou a se destacar pela beleza ainda na adolescência, nos bailes do Clube Pinheiros, onde foi eleita "a mais bela esportista". A beleza chamou atenção do produtor da TV Tupi Fernando Severino. Atuou em dezenas de teleteatros, formato tradicional dos primórdios da TV brasileira, como Tereza, onde, no papel de vilã, chegou a apanhar na rua. Em Calúnia, ela escandalizou a sociedade ao protag…

MORRE O ATOR JOHN HERBERT

Extraído do Paperblog - Lista de trabalhos extraída do Wikipedia

Um enfisema pulmonar matou o ator John Herbert, de 81 anos, no começo da tarde desta quarta-feira (26/01), no Hospital do Coração, onde ele estava internado desde o dia 5 de janeiro. O velório será realizado por volta das 19:00hs desta quarta-feira, em São Paulo - SP, no Museu da Imagem e do Som - MIS. Amigos da família dizem que o corpo do ator deverá ser cremado, mas ainda não foram definidos data e local.

Além de atuar, Herbert também era produtor e diretor. Ele trabalhou em mais de 30 novelas da TV Globo: Que Rei Sou Eu e Sinhá Moça, foram duas delas. A última foi Três Irmãs. Ele também esteve em Sete pecados, reprisada no ano passado no Vale a pena ver de novo.

Herbert era natural de São Paulo. Ele interpretou a si mesmo na minissérie Um Só Coração (2004), que prestava uma homenagem à capital paulista, que comemorava 450 anos. Trabalhou duas vezes em Malhação: entre 1995 e 1996 fez o personagem Nabuco, e em 2005 viveu …

HÁ 50 ANOS, PAULO FREIRE TENTOU TRANSFORMAR O PAÍS

Por Alexandre Figueiredo

Grande figura humanista era o educador Paulo Freire, que há 50 anos, em comunidades localizadas no interior de Pernambuco e também em áreas populares de Recife, tentou efetivar um processo de transformação social do Brasil.

Ele era formado em direito pela Universidade do Recife, mas preferiu ser educador. Num método bem simples, mas também revolucionário.

Era um processo que, aparentemente, parecia improvisado. Mas não era. Consistia num grupo de educadores e pesquisadores se instalarem numa comunidade popular e, assim, observar as falas, os hábitos, costumes, crenças, rituais e outros aspectos comunitários.

A partir de dados colhidos, eles elaborariam um repertório de palavras básicas, denominadas "temas geradores", que seriam ensinados nas aulas a serem realizadas. Cada palavra era dividida em fonemas, e estes eram inseridos em famílias silábicas, que, agrupadas, serviam para estimular os educandos (como eram chamados os alunos, diante dos mestres que …